5 de abr de 2010

Destino de poeta




Destino de poeta é morrer de tuberculose ou solidão...
De preferência bêbado embriagado de vinho, rum, absinto ou uma bebida barata       (Pelo menos estão descartadas as tragédias)
A maior tragédia de um poeta é nascer com esse destino de perdas e desencontros, que o faz transformar sentimentos em palavras...
Não é privilegio de um poeta, ser feliz, ou encontrar em    vida, o alcance de seus anceios. Poeta vive de sonhos e quando se acabam os sonhos e sofrimentos, la se vai a inspiração. Ser poeta é sofrer em si mesmo, a agonia de nao encontrar-se em lugar algum. É estar num paralelo entre o sonho e um local para observa-lo. Ser poeta é nao estar no mundo em que vive. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário