5 de jun de 2009

Um poeminha básico

De que adianta?

De que?

De que serve amar
Se não puder expressar?
De que serve o frio
Se não tens cobertor?
De que serve a alegria
Se já não podes sorrir?
De que serve a primavera
Se não há o que florir?
De que adianta gritar
Se não tens quem ouça?
De que adianta espernear
Até acabar as forças?
De que serve o amor?
De que adianta o vazio
Se o dia reinicia
Nessa imensa esfera?
Pra que tanta agonia?
Por que chorar sozinho,
Se podes ter um amor?
De que adianta o paraíso
Quando a alma está no inferno?
De que adianta um verão bonito
Se eu prefiro o inverno?
Para que felicidade
Se com o tempo ela chega ao fim?
De que vale ter consciência
Se eu já não a aceito?
De que adianta ter decência
Se o que eu quero é não ser direito?
De que me vale a boa vontade
Se o que eu quero é ficar sozinho?
De que adianta uma terceira idade
Se eu não quero ficar velhinho?

Nenhum comentário:

Postar um comentário